Ir para o conteúdo

‘História em tempos pandêmicos: reflexões sobre um ano de crises’ é tema de debates na COC

29/04/2021

Diante do agravamento da pandemia de Covid-19, especialmente no Brasil, historiadores e cientistas sociais participam do ciclo de debates ‘História em tempos pandêmicos: reflexões sobre um ano de crises’, promovido pela Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz). O evento on-line acontece na próxima sexta-feira, 7/5, às 14h, com transmissão ao vivo pelo Facebook.

Durante o primeiro encontro virtual, pesquisadores da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Casa de Oswaldo Cruz discutirão o tema ‘História do tempo presente e as perspectivas da crise sanitária’. Para participar não é necessário se inscrever previamente e não será emitido certificado de participação. A iniciativa prevê ainda o debate ‘Covid-19 na América Latina: o primeiro ano da pandemia’, no dia 18/06, às 11h. Novas mesas do ciclo serão divulgadas nos próximos meses.

Combinando a diversidade dos climas políticos de um mundo em pandemia, com enfoque especial ao caso brasileiro, o pesquisador da UFOP Valdei Lopes apresentará o tema ‘Almanaque da Covid-19, muito além dos 150 dias’. “Pretendo fazer uma reflexão sobre rupturas e continuidade entre esse primeiro momento da pandemia, os primeiros 150 dias, e o que veio depois. O que já era visível em junho de 2020 e o que ainda nos surpreende”, explica o historiador, coautor do livro ‘Almanaque da Covid-19: 159 dias para não esquecer’, lançado em junho do ano passado.

“Um ano de crise, cinco séculos de catástrofe: descolonizando a pandemia e o Antropoceno” é o tema do Jean Segata, da UFRGS. De acordo com o antropólogo social, a discussão pretende tirar o foco do que chamou de ‘coronavírus centrismo’, que encapsulou boa parte do debate sobre a pandemia, segundo ele. “A partir daí, pretendo abordar as condições para haver pandemia e quem são seus atores, ecologias doentes como "ambiente de risco", os agentes de risco e, assim, situar o Antropoceno como não sendo homogêneo, tampouco a pandemia”, disse. 

Pesquisadora da COC, Simone Kropf discutirá o tema ‘Entre certezas provisórias e dúvidas persistentes: ciência a céu aberto em tempo de urgência’, que visa refletir sobre os impactos que a pandemia traz às dinâmicas da ciência e às formas pelas quais a sociedade a compreende e lhe confere credibilidade como prática cognitiva e social específica. “Em um contexto marcado por negacionismos, e por uma conjuntura política que tensiona a própria ideia de confiança, vive-se o desafio de fortalecer a credibilidade de uma ciência imersa, como nunca, num ambiente marcado, em todos os sentidos, pela incerteza, pela fluidez e pela provisoriedade”, ressaltou. 

O evento é organizado pelo Departamento de Pesquisa em História das Ciências e da Saúde e terá mediação de Dominichi Miranda, da COC/Fiocruz.


Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir