Ir para o conteúdo

Seminário da COC celebra 50 anos da Mesa de Santiago

2022-08-26

Celebrar um marco na história da museologia e seu significado, não somente para esse campo, mas também para a educação museal e o patrimônio, e abordar questões atuais é o objetivo do seminário internacional “50 anos da Mesa de Santiago: o museu integral e seu papel social”, promovido pela Casa de Oswaldo Cruz, nos dias 21 e 22 de setembro, no Salão de Conferências do Centro de Documentação e História da Saúde (CDHS). A mesa de abertura contará com a participação de Leonardo Mellado, presidente do ICOM (International Council of Museum, em inglês) do Chile.

A realização da Mesa Redonda de Santiago, em 1972, refletiu demandas e condições sociopolíticas de seu tempo e os princípios e práticas estabelecidos por ela foram um divisor de águas, passando a orientar políticas públicas, experiências institucionais e de formação profissional dos museus latino-americanos. Exatamente cinco décadas depois, o seminário da Casa de Oswaldo Cruz também marca o protagonismo da América Latina no campo dos museus, promovendo reflexões sobre ações museais voltadas para a realidade regional, aliando a perspectiva histórica à avaliação de desdobramentos mais contemporâneos do evento de Santiago.

Organizado pelos Programas de Pós-Graduação em Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural das Ciências e da Saúde (PPGPAT) e de Divulgação da Ciência, Tecnologia e Saúde (PPGDC) e pelo Museu da Vida, o seminário será composto por uma mesa de abertura e três mesas redondas, que abordarão a importância da Mesa de Santiago, seus reflexos na constituição de novas perspectivas de educação e novos protagonismos no cenário dos museus brasileiros. Os encontros acontecerão no auditório do Museu da Vida, em Manguinhos, no Rio de Janeiro, com transmissão on-line pelo Facebook da COC.  As palestras contarão com intérprete de Libras.

Seminário Internacional
50 anos da Mesa de Santiago: o museu integral e seu papel social

21 e 22 de setembro de 2022
Salão de Conferências do Centro de Documentação e História da Saúde (CDHS)
Av. Brasil, 4365, Manguinhos, Rio de Janeiro (RJ)
Transmissão on-line: facebook/casadeoswaldocruz

Organização: PPGPAT / PPGDC / Museu da Vida
Casa de Oswaldo Cruz
 

21/09
9h | Mesa de abertura
Leonardo Mellado - Presidente do ICOM Chile (a confirmar)
Renata Vieira da Motta – Presidente do ICOM Brasil
Marcos José Pinheiro – Diretor da Casa de Oswaldo Cruz

10h30 | Mesa 1: A Declaração de Santiago, 50 anos depois
Mario Chagas (Museu da República)
Fernanda Rabello de Castro (Museu Histórico Nacional)
Luciana Christina Cruz e Souza (IPHAN)
Mediação: Luciana Heymann


22/09
10h | Mesa 2: Desafios para a educação museal: conceitos, mediadores e públicos
Alice Semedo (Universidade do Porto)
Maria Esther Valente (Museu de Astronomia e Ciências Afins - MAST)
Juliana Siqueira (Prefeitura Municipal de Campinas)
Mediação: Carla Gruzman

14h | Mesa 3: Novos museus, novos atores, novas abordagens
João Pacheco de Oliveira (Museu Nacional/UFRJ)
Tony Willian Boita (Revista Memórias LGBT+)
Cláudia Rose Ribeiro da Silva (CEASM/Museu da Maré)
Mediação: Rafael Zamorano


Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir