Ir para o conteúdo

Clube do Explorador Mirim completa seis meses divulgando ciência com diversão

16/04/2010

Criado por profissionais do Museu, espaço de divulgação científica da Casa de Oswaldo Cruz, o Clube do Explorador Mirim completa seis meses de existência trazendo dicas de exposições, filmes, jogos, sites e experiências. Segundo Catarina Chagas, uma das mentoras do Clube, a ideia do blog, na verdade, veio aliada a vários outros projetos que visam inserir o Museu no mundo das mídias sociais. “Como outros museus de ciência, nós também estamos indo atrás do público em comunidades no Orkut e no Facebook, conta no Twitter etc.”.

O Clube do Explorador Mirim nasceu da vontade de incluir crianças e jovens em novos projetos da Internet. Em 2003 o Museu lançou o site Invivo, que publica matérias de divulgação científica. Segundo Marina Ramalho, que também integra a equipe idealizadora do blog, “a ideia não é tanto divulgar conteúdos formais de ciência, mas dar dicas de coisas legais sobre o tema, voltadas para o público infanto-juvenil. Assim, nossos leitores encontram sugestões culturais e muito mais”.

Em destaque: (1) Homem esplorando o Espaço, ao lado da ilustração de um foguete. (2) Ilustração de uma nave especial sobre a superfície de um planeta desconhecido e (3) Homem fazendo força com os braços para abrir um instrumento espacial

Exposição virtual "Aspectos científicos de viagens espaciais", criada pela Agência Espacial Brasileira e pela Estação Ciência (USP), é uma dica para quem gosta de astronomia.

Sobre a participação dos internautas, ela destaca o post "O que você quer ser quando crescer", com vídeos do projeto "A ciência que eu faço", em que cientistas falam sobre suas motivações para seguir a carreira. “O blog é, sobretudo, uma fonte de 'coisas legais e divertidas' sobre ciência para crianças e jovens”, afirma.

“Nosso desafio maior agora é chegar ao nosso público, que é formado de crianças e jovens. Estamos divulgando o blog sempre que há oportunidade, porém ainda não tivemos um retorno muito grande em termos de comentários. Outros blogs para crianças já passaram por isso. O Blog da Folhinha, por exemplo, também enfrentou essa desanimadora falta de comentários. Uma possível explicação é que muita gente visita e vai embora, sem deixar sua marca”, diz Catarina.

Em termos de visitação, o Clube do Explorador Mirim conta com 60 seguidores no Google Friend Connect – provavelmente professores e divulgadores que trabalham com crianças) – e cerca de 40 inscritos no RSS, o que significa mais de 100 pessoas assinando os posts. Segundo Catarina, a média diária de visitação ao blog tem variado de 20 a 60 pessoas. Seus posts também são divulgados no Twitter, que acaba direcionando muitos visitantes.

Além de Marina Ramalho e Catarina Chagas, o projeto do Clube do Explorador Mirim contou também com a participação da atual chefe do Museu da Vida Luisa Massarani e Raquel de Castro.


Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir