Ir para o conteúdo

Projeto da Fiocruz é contemplado em edital do BNDES

23/05/2011

O projeto ‘Complexo de preservação e difusão dos acervos científicos da Fiocruz’, elaborado em parceria entre Casa de Oswaldo Cruz (COC), Instituto Oswaldo Cruz (IOC) e Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT), acaba de ser selecionado na chamada pública do Programa de Preservação de Acervos do BNDES 2010/11.

 

Classificado em 4° lugar no cadastro de reservas do programa, o projeto foi enquadrado na modalidade “âncora aglutinador”, que corresponde a acervos independentes aglutinados por um mesmo proponente, em razão de algum elemento comum (localização geográfica, necessidade de ações comuns de preservação, temática, etc).

 

O objetivo é estabelecer uma infra-estrutura destinada à preservação do patrimônio científico e cultural da Fiocruz, bem como à gestão da qualidade e do conhecimento na instituição. A conservação preventiva e a preservação integrada serão os eixos estruturantes de uma política institucional de preservação do acervo científico, que terá como princípio a atuação sustentável e a garantia da acessibilidade ao patrimônio para a sociedade, no presente e no futuro.

 

Coordenador geral do projeto e vice-diretor de informação e patrimônio cultural da Casa de Oswaldo Cruz, Marcos José de Araújo Pinheiro conta que os objetos deste projeto são partes integrantes de um projeto maior da instituição, que é a implementação do Complexo de Preservação e Difusão dos Acervos Científicos da Saúde. Entre as ações aglutinadoras contempladas, destaca a instalação de plataformas multiusuários com uso compartilhado para a digitalização e disponibilização de imagens dos acervos arquivísticos, bibliográficos e museológicos; e a instalação de equipamentos de segurança para a detecção e combate a incêndios no Pavilhão Mourisco que, espera o coordenador, sirva de modelo às demais edificações históricas ou que abriguem acervos nos campi da Fiocruz. O coordenador geral ressalta também a parceria inovadora entre as unidades ICICT, IOC e COC, e a dedicada participação de todos os envolvidos na formulação do projeto.

 

O cadastro é válido até maio de 2013, e os projetos poderão ser convocados pelo BNDES até o final deste prazo, de acordo com a ordem de classificação. O BNDES recebeu 269 projetos e selecionou 30 para serem financiados. Desses, apenas 8 foram selecionados na modalidade âncora.

 

 

Confira a lista completa dos projetos classificados


Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir