Ir para o conteúdo

O Intelectual e a História

20/05/2011

 

Uma memória intelectual: esta é a proposta que inspira a palestra do historiador Joel Rufino dos Santos no Encontro às Quintas. Ainda estudante universitário, Joel Rufino foi assistente de pesquisa do historiador Nelson Werneck Sodré no Instituto Superior de Estudos Brasileiros (Iseb), composto originalmente por um grupo de intelectuais, entre os quais: Alberto Guerreiro Ramos, Roland Corbisier, Álvaro Vieira Pinto, Ignácio Rangel e Hélio Jaguaribe.

 

Confira o evento ao vivo (às 10h de 26/05) no site da Rede Fiocruz, área de destaques.

 

O Iseb refletiu sobre os problemas da realidade brasileira e influenciou os debates político- ideológicos em curso no país sob a égide do nacional-desenvolvimentismo, que defendia a ação estatal e o desenvolvimento industrial como instrumentos de superação do atraso econômico-social do Brasil.

 

Joel Rufino, Mauricio Martins de Mello, Pedro de Alcântara Figueira, Pedro Celso Uchoa Cavalcanti Neto, Rubem César Fernandes e Nelson Werneck Sodré escreveram a coleção História Nova do Brasil, uma produção conjunta do Ministério da Educação e Cultura e do Iseb, que propunha uma reforma no ensino da disciplina, lançada em 1964, e logo abortada pela ditadura militar. Foram publicados somente cinco títulos dos dez previstos.

 

Na luta contra o regime autoritário, Rufino militou na Aliança Libertadora Nacional (ALN), organização revolucionária comunista criada em 1967 por Carlos Marighela para combater a ditadura militar em vigor no país. O historiador viveu a experiência do exílio e foi preso diversas vezes no Rio de Janeiro e em São Paulo.

 

O convidado do Encontro às Quintas do dia 26/5 é escritor com extensa obra publicada que vai desde livros infantis a didáticos e paradidáticos. Recebeu vários prêmios, inclusive o Jabuti. Em 2002 e 2004, foi indicado ao Hans Christian Andersen, o mais importante prêmio internacional de literatura infanto-juvenil.

 

Desde o período de democratização do país, Joel Rufino engajou-se na luta contra o racismo e em diversos estudos sobre a história do negro no Brasil. Escreveu O que é racismo (1980), um dos primeiros livros paradidáticos com a discussão étnica que o autor produziu; o segundo foi Zumbi (1985) , que traz uma imagem diferenciada do personagem até antes não retratada. Este personagem também foi analisado em outras obras: Quando voltei tive uma surpresa (2000); Assim foi (se me parece) (2008); História do Brasil (1979); A questão do negro na sala de aula (1990); História e histórias - Brasil Colônia (1992); A vida de Zumbi dos Palmares (1995). Outra publicação de destaque do autor que será tratada no Encontro é Como podem os intelectuais trabalhar para os pobres (2004).

 

Joel Rufino dos Santos é doutor em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foi professor da Faculdade de Comunicação e da Faculdade de Letras da UFRJ.

 

Coordenação do Encontro às Quintas: Marcos Chor Maio

Data: 26 de maio de 2011

Horário: 10 horas

Local: sala 407 do Prédio Expansão | Avenida Brasil, 4036 – Manguinhos, RJ

Mais informações: (21) 3882-9095 e historiasaude@coc.fiocruz.br .


Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir