Ir para o conteúdo

Simpósio de Arquitetura Hospitalar e Patrimônio Cultural na COC

16/11/2018

Como parte da programação comemorativa ao centenário do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), a Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) promove o Simpósio de Arquitetura Hospitalar e Patrimônio Cultural. O evento será realizado no dia 22 de novembro, na Oficina Escola de Manguinhos Saúde (Av. Brasil 4365, Manguinhos – Rio de Janeiro), e integra a programação da COC para a 8ª Semana do Patrimônio Fluminense. Para participar não é necessária inscrição prévia. 

Concebido no início do século 20 como um hospital dedicado à pesquisa clínica de doenças infecciosas que se disseminavam no território brasileiro e reconhecido na atualidade por sua atuação na resposta a epidemias como as de zika, dengue e HIV/Aids, os 100 anos do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), completados em 2018, mesclam a história do desenvolvimento do ensino, da assistência e da pesquisa realizada no Brasil ao longo de décadas. 

Com o objetivo de abordar os desafios contemporâneos do patrimônio arquitetônico hospitalar, o evento terá duas sessões. A primeira sessão, intitulada Acervos Documentais da Saúde, discutirá o estado da arte dos acervos documentais de instituições de saúde, especialmente na região Sudeste. Já a sessão História e Preservação da Arquitetura Hospitalar examinará os desafios relativos à permanência do uso de edificações históricas para fins hospitalares. “Além de divulgar o rico acervo de instituições de saúde ainda pouco explorados no cenário brasileiro, este simpósio vai discutir os desafios para manutenção de usos de hospitais históricos”, explicou Ines El-Jaick Andrade, arquiteta do Departamento de Patrimônio Histórico da COC e uma das organizadoras do evento. “O Hospital Evandro Chagas, inaugurado em 1918, representa esse desafio, pois manteve o seu uso, apesar de algumas alterações em sua arquitetura para a adequação as normas exigidas na atualidade para ambientes voltados para o atendimento hospitalar”, destacou a arquiteta. 

Confira a programação:

9h |Credenciamento

9h30 | Mesa de abertura

Participantes:

Valdiléa Gonçalves Veloso (Diretora do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas – INI / Fiocruz)

Marcos José de Araújo Pinheiro (Vice-diretor de Informação e Patrimônio Cultural da Casa de Oswaldo Cruz – COC / FIOCRUZ)

10h30 | Mesa redonda: Acervos documentais da saúde

Participantes:

Renato da Gama-Rosa Costa & Renata Silva Borges (Casa de Oswaldo Cruz – COC/FIOCRUZ)

Maria Regina Cotrim Guimarães (Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas – INI/ Fiocruz)

Erick Vicente (Instituto de Pesquisas Hospitalares Arquiteto Jarbas Karman – IPH/SP)

Mediador: Ana Albano Amora (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo –UFRJ)

14h | Mesa redonda: História e Preservação da Arquitetura hospitalar

Participantes:

Giovanna Martire (Casa de Oswaldo Cruz – COC/FIOCRUZ)

Silvana Quadra (Hospital Universitário Gaffrée e Guinle – HUGG/Unirio)

Eliara Beck Souza (Escritório Técnico da Universidade – COPRIT/ETU/UFRJ)

Mediador: Inês El-Jaick Andrade (Casa de Oswaldo Cruz – COC/FIOCRUZ)


Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir