Publicação sobre o Pavilhão Arthur Neiva é incluída em repositório de referência internacional

25/09/2018

Lançada em 2017, a publicação Arquitetura moderna e sua preservação: estudos para o Plano de Conservação Preventiva do Pavilhão Arthur Neiva acaba de ser incluída no repositório da Getty Foundation, reconhecido internacionalmente como referência na área de preservação do Patrimônio Cultural. Desenvolvida pela Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), por meio do Departamento de Patrimônio Histórico (DPH), a obra bilíngue (português e inglês) é resultado de estudos realizados para subsidiar o plano de conservação preventiva do Pavilhão Arthur Neiva, projetado na década de 1940 pelo arquiteto Jorge Ferreira com elementos característicos do modernismo brasileiro. O estudo conta com a parceria do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). Para acessar o repositório, clique aqui.

Com cinco capítulos, a publicação apresenta desde uma visão geral da atuação da COC na preservação dos acervos, por meio de sua Política de Preservação e Gestão de Acervos Culturais das Ciências e da Saúde, até a especificidade do resultado alcançado com a pesquisa. O estudo que resultou na obra contou com recursos da Getty Foundation, sediada nos Estados Unidos, por meio da iniciativa Keeping It Modern. Este programa de desenvolvimento e apoio a ações de preservação do patrimônio edificado moderno, integra iniciativa anterior do Getty Conservation Institute: a Conserving Modern Architecture Initiative.  Ambas têm como objetivo contribuir para a preservação do patrimônio edificado do século XX por meio da realização de pesquisas e investigações sobre edifícios modernos, do desenvolvimento de soluções de restauro, de incentivos à elaboração de planos de conservação, criação e difusão de informações sobre o tema por meio de eventos científicos, capacitação profissional e publicações de artigos, manuais e livros.

“A inclusão da publicação no repositório da Getty Foundation confirma o reconhecimento da importância atribuída pela COC aos edifícios modernos do Campus Fiocruz Manguinhos, estimulando ainda mais o debate sobre estes bens culturais enquanto objetos de interesse para preservação”, destacou Maria Luisa Gambôa Carcereri, do Núcleo de Educação Patrimonial do Departamento de Patrimônio Histórico (DPH). “A inserção do livro no repositório garante, ainda, uma grande visibilidade para o trabalho desenvolvido pela COC, já que a Getty é uma referência internacional para os estudos sobre a preservação do patrimônio cultural”, completou Maria Luisa Gamboa, que também é uma das organizadoras do livro.

O livro conta com apresentações do vice-diretor de Patrimônio Cultural e Divulgação Científica da COC, Marcos José de Araújo Pinheiro, do ex-diretor do Instituto Oswaldo (2013/2017), Wilson Savino, e do diretor sênior de Programa da Getty Foundation, Antoine M. Wilmering. Integram o grupo de autores os seguintes profissionais do Departamento de Patrimônio Histórico da COC: Ana Maria Barbedo Marques, Barbara Cortizo de Aguiar, Carla Maria Teixeira Coelho, Daniel Lopes Moreira, Elisabete Edelvita Chaves da Silva, Inês El-Jaick Andrade, Maria Luisa Gambôa Carcereri, Renato Gama-Rosa Costa e Rosana Soares Zouain. Clique aqui para saber mais sobre a livro.

Sobre o Pavilhão Arthur Neiva

Projetado na década de 1940, o Pavilhão Arthur Neiva, de autoria de Jorge Ferreira, abrigou o Curso de Aplicação do Instituto Oswaldo Cruz. A edificação de dois pavimentos possui elementos característicos do modernismo brasileiro: além do painel de azulejos, destaca-se no conjunto um jardim, ambos de autoria de Roberto Burle Marx. O edifício foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) em 1998 e atualmente mantém seu uso original, abrigando atividades de ensino do Instituto Oswaldo Cruz. Além deste edifício, integram o conjunto de edificações modernistas do campus da Fiocruz em Manguinhos os pavilhões Henrique Aragão e Carlos Augusto da Silva e a portaria da avenida Brasil.


Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir