Ir para o conteúdo

Pobreza, Assistência e Conhecimento médico em debate na COC

13/03/2019

‘A controvérsia sobre a febre epidêmica contagiosa de Lisboa’, ‘Escravidão e maternidade em fins do século 19’, ‘Médicos e cirurgiões em rede no Brasil e em Portugal (séculos 1XVI e XIX)’, são alguns dos temas de debate do workshop “Pobreza, Assistência e Conhecimento médico”, que será realizado nos dias 19 e 20 de março, na Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz). O objetivo do encontro vai discutir a produção de pesquisas que envolvem a assistência à saúde, levando em consideração a atuação dos médicos, a conformação das instituições de assistência e o público atendido.

Um dos destaques da programação é a conferência “Políticas de saúde no império: a complexa gestão de recursos”, tema da apresentação de Laurinda Abreu. Professora de História na Universidade de Évora, Portugal, Laurinda atua no campo da história da pobreza e dos cuidados de saúde no início do período moderno. O evento acontece no Centro de Documentação e História da Saúde, no campus da Fiocruz, em Manguinhos (Av. Brasil, 4365).  Para participar não é necessário se inscrever previamente.

Promovido pelo Programa de Pós-graduação em História da Ciência e da Saúde da COC, o evento está vinculado às atividades do Grupo de Pesquisa História da Assistência à Pobreza, coordenado pelas pesquisadoras da COC Gisele Porto Sanglard e Tania Pimenta, e envolve também professores no PPGHCS, da UFF e do CEFET.

Confira a programação:

19/03 | terça-feira

14h | Mesa redonda: Médicos e cirurgiões em rede no Brasil e em Portugal (séculos XVI e XIX)   

Prática e regulação nos físicos e cirurgiões portugueses quinhentistas: entre o Reino e o Império, por Luis Carlos Ribeiro Gonçalves (doutorando, UE)

No calor da batalha: a controvérsia sobre a febre epidêmica contagiosa de Lisboa (1811-12), por Ricardo Cabral Freitas (Pós-doutorado do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde)

Médicos e cirurgiões nas décadas do século XIX no Brasil, por Tania Salgado Pimenta, pesquisadora da COC

A atuação dos médicos no Rio de Janeiro apresentada através dos mapas (1850-1889), por Rodrigo Aragão Dantas do SME Seropédica e Mangaratiba

Local: sala 305 do Centro de Documentação e História da Saúde

20/ 03 | quarta-feira

10h | Conferência: Políticas de saúde no império: a complexa gestão de recursos

Laurinda Abreu, da Universidade de Évora

Local: Salão de Conferência do Centro de Documentação e História da Saúde

14h | Perspectivas historiográficas sobre assistência e medicina

A Santa Casa da Misericórdia de Nazaré e a interiorização da assistência na Bahia, por Renilda Barreto, CEFET-RJ

Escravidão e maternidade em fins do século XIX, por Karoline Carula, UFF

As faces da pobreza no interior do Sul do Brasil no início da República, Daiane Rossi (COC/Fiocruz)

Local: Sala 305 do Centro de Documentação e História da Saúde


Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir