Ir para o conteúdo

Historiador da COC/Fiocruz fala sobre arquivos de cientistas na USP

2020-02-28

O historiador e pesquisador Paulo Elian conversa sobre a importância da preservação e da manutenção da memória da ciência brasileira como ferramenta contra a desinformação propagada nos dias atuais. Diretor da COC desde 2013, ele aborda o tema ‘Arquivos de Cientistas – preservar para nunca esquecer’, em 2 de março, no Espaço Brasiliana do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da Universidade de São Paulo (USP).

Em sua palestra, Paulo joga luz sobre o pouco difundido tema da preservação dos arquivos formados coletivamente e individualmente por cientistas, assunto sobre o qual tem se debruçado ultimamente. O historiador é autor do artigo Documentos de arquivo produzidos pela atividade científica: uma análise dos cadernos de laboratório do Instituto Oswaldo Cruz, publicado recentemente pela revista História, Ciências, Saúde – Manguinhos. Em 2019, concebeu o minidocumentário Cadernos de Laboratório.

Paulo Elian é graduado em história pela PUC-Rio e fez doutorado na USP. Com passagem pelo Arquivo Nacional e Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, onde foi diretor na década de 1990, também atuou no Conselho Nacional de Arquivos (Conarq). É professor dos cursos de mestrado profissional em Gestão de Documentos e Arquivos da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural das Ciências e da Saúde da COC/Fiocruz. Entre 2012 e 2017, Paulo Elian coordenou a Comissão Permanente do Acesso à Informações (CPAI) da Fiocruz.

Serviço
Arquivos de Cientistas – preservar para nunca esquecer
Data: 2 de março
Horário: 14 às 16 horas
Local: IEB – USP
Endereço: Av. Prof. Luciano Gualberto, 78 - Cidade Universitária - São Paulo - SP


Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir