Ir para o conteúdo

Mesa-redonda discute comunicação, educação e participação social no controle das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti

2016-02-29

Mosquito Aedes aegypti
Mosquito Aedes aegypti transmite os vírus causadores de enfermidades como a dengue, a zika e a chikungunya. Foto: Raul Santana / Fiocruz imagens.


Comunicação, educação e participação social no controle das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti será o tema da mesa-redonda de abertura do curso de especialização em Divulgação da Ciência, da Tecnologia e da Saúde, oferecido pela Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz). Coordenada pela jornalista Elisa Andries, da Coordenadoria de Comunicação Social da Fiocruz, a atividade acontece em 7 de março, às 10h, na Tenda da Ciência do Museu da Vida, no campus da Fiocruz em Manguinhos, no Rio de Janeiro.

No evento, a pesquisadora Denise Nacif Pimenta, do Laboratório de Educação em Saúde e Ambiente (Laesa), do Centro de Pesquisas René Rachou (Fiocruz Minas) falará sobre a importância de se compreender os aspectos humanos e sociais da dinâmica de transmissão, prevenção e controle de arboviroses como dengue, zika e chikungunya. Entre outros tópicos, a pesquisadora questionará o que gera engajamento nas ações de educação em saúde.

Diante do desafio de controle dessas três doenças, o jornalista científico Herton Escobar, do jornal O Estado de S. Paulo, fará durante o evento uma reflexão sobre a importância e os desafios da comunicação científica no Brasil. Em sua apresentação, ele abordará questões como imediatismo e sensacionalismo na cobertura jornalística sobre o tema e discutirá formas responsáveis de alertar a sociedade sobre o problema. O evento é aberto ao público.

 


Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir