Ir para o conteúdo

Cláudio Amaral e a erradicação da varíola

Vírus da varíola
A varíola é uma doença infecto-contagiosa, exclusiva do homem, de surgimento e desenvolvimento repentinos e causada pelo Orthopoxvirus variolae. Foto: Acervo COC.
Casos notificados de varíola no Brasil em 1965
No País, a Campanha de Erradicação da Varíola (CEV) foi criada em 31 de agosto de 1966. Imagem: Acervo COC.
Caso de varíola
Menina apresenta os sintomas da doença no Maranhão. Foto: Acervo COC.
Cláudio Amaral no Maranhão, em 1969
Ele iniciara no Maranhão, dois anos antes, a estruturação dos serviços de saúde do estado para a Campanha de Erradicação da Varíola (CEV). Foto: Acervo COC.
Campanha de vacinação
Mulher é vacinada em São Luís (MA). Foto: Acervo COC.
Vacinação em São Luís (MA)
Moradores de palafitas são vacinados em 1968. Foto: Acervo COC.
José Sarney
Então governador do Maranhão (à frente), durante campanha de erradicação da varíola em 1969. Foto: Acervo COC.
Vacinador com sua equipe
Veículos eram parados para que os passageiros fossem vacinados no Maranhão, em 1969. Foto: Acervo COC.
Campanha de vacinação
Em São Luís (MA), em 1969. Foto: Acervo COC.
Campanha de erradicação
Em 1970, Claúdio Amaral ingressou na Fundação Serviços de Saúde Pública e passou a coordenar a Campanha de Erradicação da Varíola nos estados de Pernambuco, Piauí, Paraíba, Natal, Rio de Janeiro e Paraná. Na foto, campanha em Floriano (PI), em 1971. Foto: Acervo COC.
Campanha de vacinação em Alagoas, em 1970
Durante a campanha foi utilizada a pistola de pressão para aplicação da vacina, que substituía métodos anteriores - escarificação e multipuntura -, o que possibilitou a vacinação de um maior número de pessoas em um curto espaço de tempo. Foto: Acervo COC.
Lançamento da campanha em Natal (RN) em 1970
Faixas convocam população a se vacinar contra a varíola. Foto: Acervo COC.
 
Cláudio Amaral e educadores
Equipe reunida em Natal (RN), em 1971. Foto: Acervo COC.
Cláudio Amaral
Em Natal, em 1971. Foto: Acervo COC.
Vacinação em praça pública em Garanhuns (PE), em 1971
A vacinação da população ocorreu em praças, parques, postos de saúde, residências e estradas. Foto: Acervo COC.
 
Frei Damião
O religioso participa da Campanha de Erradicação da Varíola na Paraíba, em 1969. Foto: Acervo COC.
Veículos a serviço da campanha de vacinação
Em Garanhuns (PE), em 1971. Foto: Acervo COC.
Campanha de vacinação
Em Cambé (PR), em 1969. Foto: Acervo COC.
Lançamento da campanha
Vacinação contra a varíola em Itajaí (SC), em 1970. Foto: Acervo COC.
Vacinação no Paraná
Arnaldo Busato, secretário estadual de Saúde, participa da campanha de erradicação da varíola em 1969. Foto: Acervo COC.
Campanha de vacinação
Paraná, 1970. Foto: Acervo COC.
Campanha de vacinação
Criança é vacinada no Paraná. Foto: Acervo COC.
Costa e Silva
General é vacinado pelo ministro da Saúde, Leonel Tavares. Foto: Acervo COC.
Varíola na Índia
Depois que a varíola foi dada como erradicada no Brasil pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1973, Cláudio Amaral atuou na Índia como consultor da entidade no controle de doenças transmissíveis até 1976. Fotos: Acervo COC.
Shitala Mata
Deusa da varíola, era adorada na Índia. Foto: Acervo COC.
Visita do vacinador em Gambela, Etiópia
Em 1976, Cláudio Amaral foi transferido para a Etiópia, onde acompanhou os últimos casos de varíola na fronteira com a Somália. Foto: Acervo COC.
Voluntários a procura de doentes de varíola
Em Gambela, na Etiópia. Foto: Acervo COC.
 
Voluntários buscam casos de varíola
Moradores observam foto mostrada pelo voluntário. Foto: Acervo COC.
Vacinação de nômades
Na fronteira entre Etiópia e Somália, em 1976. A doença só foi declarada erradicada no mundo pela OMS em 1980. Foto: Acervo COC.
 
 
Powered by Phoca Gallery